O que é CD4 e carga viral

Redação Lado A 29 de Novembro, 2019 14h05m

A incidência de células CD4 é um parâmetro usado por médicos e cientistas para determinar a presença de infecção por HIV no organismo humano. As células CD4 compõem o sistema imunológico e são atacadas pelo vírus HIV comprometendo o sistema de defesa do organismo que fica mais suscetível a degradação por diversas outras doenças.

O sistema imunológico é composto por milhões de células de vários tipos e com diversas funções. Um grupo dessas células é composto por linfócitos CD4+ que são mais prejudicadas pelo HIV. Uma vez inserido no organismo, o vírus se une a um componente da membrana celular dos linfócitos CD4+. Esse componente é o CD4 que em contato com o HIV permite a multiplicação do vírus. A consequência desse processo químico é a perda da eficiência imunológica do corpo, o que desenvolve a AIDS. O portador desse quadro de saúde desenvolve doenças mais facilmente o que pode levar à morte.

Diante desse processo, é extremamente importante o tratamento com antirretrovirais, o que é direito de todas as pessoas infectadas. O tratamento antirretroviral impede a multiplicação do HIV em contato com o CD4. Assim, a imunidade mantém sua eficácia e a AIDS não se desenvolve.

Uma outra observação importante é a janela imunológica. Após a infecção por HIV, há um intervalo de aproximadamente 30 dias até que apareçam os primeiros anticorpos anti-HIV. Por isso, se um teste para detectar anticorpos anti-HIV for realizado nesse período de 30 dias da infecção, pode ser que o resultado aponte a ausência do vírus. Mesmo assim, a transmissão ainda é possível. Portanto, para um resultado mais preciso, é importante refazer os testes após o período de janela imunológica.

Contagem de CD4

A contagem de CD4 permite um melhor acompanhamento do estado de saúde da pessoa com HIV. Esse acompanhamento é gratuito no Brasil e se tornou muito importante para avaliar a qualidade do tratamento com antirretrovirais.

Em uma pessoa adulta, a contagem de CD4 é considerada normal se ficar acima de 500 células por mililitro cúbico. Já se os números forem inferiores a 200 células por mm³, significa um grande dano ao sistema imunológico.

Além de nortear o tratamento antirretroviral e medir sua qualidade, a contagem das células CD4 tem ligação com a carga viral.

O tratamento com antirretrovirais permite à pessoa com HIV uma melhor qualidade de vida, sem os efeitos colaterais causados por medicamentos no passado. A ação do tratamento diminui a incidência de células com HIV no organismo até que se atinja a carga viral indetectável. Esse estágio, como já é consenso entre os cientistas, pode significar que o paciente não transmite mais o HIV. Do ponto de vista social, isso muda as relações dessas pessoas que agora passam a ser agentes de prevenção, já que o uso de preservativos não está dispensado. Além disso, é importante que o tratamento com antirretrovirais seja realizado logo após a detecção do HIV no organismo para que a incidência de multiplicação em contato com a CD4 seja menor.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS