Grande clube de futebol brasileiro inclui nome social para torcedores e funcionários trans

Redação Lado A 05 de Fevereiro, 2019 12h25m

Em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans, que aconteceu em 29 de janeiro, um grande time brasileiro avançou na promoção da cidadania dessa população. O Esporte Clube Bahia permitiu que seus torcedores se identifiquem com o nome social dentro dos jogos. Além disso, funcionários do time também terão suas identidades de gênero respeitadas.

A medida estabelece que torcedores e funcionários poderão fazer cadastro de sócio do clube ou trabalhar para a equipe com o nome social. Além disso, qualquer menção aos torcedores e funcionários deverá respeitar a identidade de gênero. Para os funcionários, por exemplo, poderão ser cadastrados crachás com o nome social.

De acordo com o Esporte Clube Bahia, o esporte deve ser um espaço de respeito e acolhimento com qualquer pessoa. O futebol, para o clube, é um esporte que une a todos para torcer pelo time e jogadores. Por outro lado, o Esporte Clube Bahia  reconhece que o esporte, historicamente, é um local de muito preconceito, machismo e LGBTfobia. “Diante disso, é necessário incluir no futebol também a luta das pessoas trans.”, disse o time em nota.

Futebol e preconceito

O anúncio foi feito através do Instagram para mais de 367 mil seguidores. O acolhimento do time com torcedores e funcionários trans gerou muitos elogios. Por outro lado, a postagem recebeu inúmeros comentários preconceituosos e críticas. Esse quadro demonstra a transfobia que ainda permeia o futebol.

A FIFA já multou diversos times de futebol durante a Copa do Mundo em  2018. Um desses foi a CBF, multada mais de cinco vezes pelos gritos homofóbicos da torcida. Em times regionais do Brasil, no entanto, a história se repete com certa frequência.

A atitude do Esporte Clube Bahia em acolher os torcedores trans, mesmo simples, é considerada um grande avanço. Medidas como essas incluem as diferenças e a diversidade dentro do campo sem atentar contra a dignidade. Assim, aos poucos, será possível diminuir o preconceito que tanto gera violência.

 

https://www.instagram.com/p/BtOSpZOBKhI/

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS