Morre Márcio Marins de Jagun, organizador da Parada da Diversidade de Curitiba

Redação Lado A 15 de Maio, 2020 13h05m

COMPARTILHAR

TAGS


O ativista gay carioca radicado em Curitiba, Marcio Marins, da APPAD, Associação Paranaense da Parada da Diversidade, faleceu no último dia 24 de abril, aos 46 anos. Márcio morava em Curitiba desde 2005, quando passou a organizar a Parada da Diversidade.

Militante histórico do grupo Atobá no Rio de Janeiro, veio para o Grupo Dignidade após conhecer outro militante, que atuava na entidade. Ele era companheiro há 15 anos do militante Igo Martini, que hoje atua na ONU na fronteira com a Venezuela e não conseguiu chegar para o funeral. Em Curitiba, fundou o Dom da Terra AfroLGBTI, voltado à comunidade LGBTI negra.

Sempre combativo, Márcio era conhecido por criticar parte do movimento e ter alinhamento político socialista. Ele morreu no Hospital das Clínicas enquanto lutava contra uma bactéria resistente no seu trato intestinal. Há meses ele travava esta luta e estava abatido. Amigos revelam que ele estava otimista nos últimos dias.
O funeral foi realizado no Cemitério do Santa Cândida e teve ritual do Candomblé. Marcio era pai de santo e ainda carnavalesco, ofício que o sustentava financeiramente.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS