Após vídeo em defesa de Agustin Fernandez, Valesca Popozuda se desculpa com comunidade LGBTQ+

Redação Lado A 13 de Fevereiro, 2019 10h06m

Antes coroada como rainha LGBT, a funkeira Valesca Popozuda deixou a desejar nos últimos dias. A cantora gravou um storie no Instagram em que saiu em defesa do maquiador Agustin Fernandez. O uruguaio que cresceu profissionalmente no Brasil é gay, mas apoia o presidente assumidamente homofóbico Jair Bolsonaro.

Agustin chegou a dizer que a comunidade LGBTI+ se vitimiza perante a sociedade. Para o maquiador, o presidente não é LGBTfóbico e os índices de violência contra LGBTs não são reflexo do discurso de ódio dele e seus aliados conservadores. Já Valesca Popozuda, desde o início da carreira, sempre defendeu a comunidade LGBT e foi muito admirada por esse público durante anos.

“Antes de tudo, eu respeito muito vocês. Eu nunca fui de ficar por aí julgando nem criticando, eu aceito a opinião e decisão de todo mundo. Quero dizer pra você que o Agustin é meu amigo de anos, o que ele fala ou o que quiser falar, o problema é dele. Não sou eu que vai criticar, ele é meu amigo. Quero que vocês respeitem ele e me respeitem principalmente.”, disse a cantora antes de dizer que ama o maquiador.

A cantora teria postado esse vídeo porque muitos fãs já estavam questionando sobre a proximidade dela com o Agustin.

Repercussão e desculpas

A postagem de Valesca levantou uma grande polêmica nas redes sociais. Diversos fãs e admiradores declararam que não seguiam mais a artista. Além disso, o nome dela foi parar no trending topics do Twitter com a hashtag #RIPValesca. Alguns internautas acusaram a funkeira de se aproveitar de “pink money”, isto é, usar o público LGBT+ para lucrar e deixar de se posicionar em favor dele.

Diante da grande repercussão, a cantora pediu desculpas à comunidade LGBT também pelo stories do Instagram. “Quem é meu fã sabe que eu nunca usei a causa LGBTQ+ para me promover de forma alguma. Eu sempre levantei essa bandeira porque eu acredito no amor, em todas as formas de amor. E mesmo que a comunidade vire as costas pra mim eu vou continuar lutando contra qualquer forma de preconceito. Então eu tô aqui para pedir desculpas pra vocês, se eu magoei alguém.”, postou a funkeira.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS