Equipe LGBTI+ Taboa Futebol Clube comemora dois anos; conheça a história do time

Redação Lado A 04 de Julho, 2019 14h43m

COMPARTILHAR

TAGS


Às 20h30 do dia 17 de Maio, ao som de MPB e uma mesa farta de cervejas, na esquina das ruas Alameda Dr. Carlos de Carvalho e Voluntários da Pátria, no Centro de Curitiba, o grupo de 4 amigos, formado por Elio Araújo, Rodrigo Alcine, Alexandre Sobrinho e Silvio Alves, resolveram reunir os amigos para jogar futebol. A ideia foi inspirada numa reportagem do Profissão Repórter com o time do Bulls de São Paulo. Assim, na data de 17 de maio, foi criado o time Taboa Futebol Clube.

Motivados pelo projeto de jogar e reunir amigos, em ato contínuo, os amigos mais próximos foram convidados a jogar. Duas semanas após a criação, exatamente no primeiro dia de julho de 2017, na Confraria da Bola, os amigos fizeram o primeiro encontro. Oito jogadores em quadra, mas uma alegria sem fim e um time que não para de crescer.

Nas semanas seguintes, a ideia foi se espalhando e o Taboa FC foi crescendo. A cada jogo mais pessoas conheciam o projeto e, com público inclusivo de pessoas mais “maduras” (idade), o Taboa se tornou uma referência na cidade. Desde o início, todos os encontros são acompanhados de futebol de qualidade, churrasco e muita música e diversão.

O Taboa, mesmo sendo um time LGBTI, joga diversos campeonatos e amistosos heterossexuais. Além disso, tem em seu lema que todas as partidas devem ser jogadas com garra e futebol de qualidade. A vitória veio do trabalho, respeito e da luta em conjunto do time.

Campeonatos

Passados alguns meses de criação, o Taboa teve seu primeiro desafio. A Copa Sul Gay de Florianópolis, em 17 de janeiro de 2018, marcou o início da equipe nas competições LGBTI+. Na ocasião, a equipe não tinha uniforme e nem estrutura, mas aceitaram o desafio. No mesmo dia da competição, os membros da equipe saíram de Curitiba em vários carros, a partir das 5 horas da manhã. Café e torta salgada feitos pelo atleta Elio Araújo compuseram as refeições do time que improvisava diante das dificuldades financeiras. Mesmo assim, a equipe de 16 atletas e alguns torcedores, entre eles Dudu, de 80 anos, seguiram rumo à importante competição.

“Não tínhamos noção deste universo esportivo LGBTI e, a partir deste evento, nossa vida mudou. O campeonato foi lindo, mas polêmico. Inicialmente, nossa forma séria de jogar criou espanto nos demais times que já viviam este cenário futebolístico LGBTI, mas tudo foi superado com o passar do dia.”, contaram os membros do time para a Lado A.

O campeonato foi extremante marcante na nossa história do time. Era o primeiro campeonato, o primeiro título. Os leões, como são chamados os atletas, choravam, sorriam e a felicidade era algo imensurável daquele momento. Era a felicidade de jogadores mais experientes que sempre jogaram em campeonatos heterossexuais, com a emoção daqueles meninos que nunca entraram numa quadra de futebol e tampouco pensavam em ser campeões. Sentiu-se que o Taboa não seria só futebol, mas com a união do grupo, viu-se que nascia uma família.

A equipe retornou muito feliz para Curitiba e o Taboa não parou de crescer e incluir. Os encontros de quinta-feira na Confraria da Bola sempre eram uma festa. Muito futebol, amigos, músicas e claro, churrasco. Eram encontros com que começavam as 20h00min horas e não tinha hora para acabar.

Em 25 de maio de 2018, o Taboa realizou a primeira comemoração de 1 ano de existência. “Um dia lindo, quadra cheia e muito amor.”, contaram.

Disputas

Durante sua recente história no futebol LGBTI, o Taboa já disputou três edições da Copa Sul gay na qual conquistaram um título e dois vices. Além disso, participaram também de duas edições da Copa Internacional de Gramado na qual foram bi-campeões. Já na 1ª Liga Nacional a equipe ficou em 6º lugar geral. Por último, na 1º Taça da Diversidade de Curitiba, o Taboa foi campeão.

Comemoração

Em 30 de junho de 2019 o time comemorou seu segundo aniversário. Para isso, fizeram um grande evento lindo e marcante. Nesse dia, mais de 150 pessoas presentes com muito amor, união e inclusão envolvidos.

Após a grande comemoração, o Taboa joga aos domingos na Skinabol, em Curitiba, enquanto se prepara para a quarta edição da Copa Sul em Porto Alegre, programada para agosto de 2019. Além disso, o time participará da True Colors Cup, em São Paulo, marcada para setembro. Já a Liga Nacional, prevista para novembro desse ano, também poderá esperar pela equipe Taboa.

Todo planejamento e ação do Taboa FC são comandados pelos diretores Silvio Alves, Danilo Boeno, Elio Araujo, Alexandre Sobrinho, Felice Jr., e Jose Roberto.

 

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS