Homofobia: casal gay é espancado em casa noturna de Balneário Camboriú

Redação Lado A 06 de Agosto, 2019 17h32m

Um casal gay denunciou à polícia um caso de agressão que aconteceu nesse domingo (4) em Balneário Camboriú, Santa Catarina. De acordo com o relato dos rapazes, as agressões foram motivadas por homofobia pois aconteceram após um beijo do casal. O crime ocorreu em frente à casa noturna Zen Club no bairro Rio Pequeno.

Os rapazes foram identificados como J.V.F, de 19 anos e P.R.P.H, de 25 anos. De acordo com o depoimento do casal, seguranças e frequentadores da casa noturna “ajudaram” nas agressões. Eles contaram que, após darem um beijo nas dependências da balada, foram agredidos e obrigados a se retirarem do local. A denúncia alega ainda que as vítimas sofreram socos, chutes e até estrangulamento.

Após as agressões, as vítimas caminharam cerca de 40 minutos até o Pronto Atendimento de Balneário Camboriú. No local, acionaram a polícia Militar para registrar um Boletim de ocorrência. Na denúncia, os rapazes disseram que as agressões começaram por um homem que não aceitava que gays se beijassem no local. O agressor teria começado a dar socos no casal e depois os demais frequentadores do clube entraram na briga e continuaram agredindo aos rapazes. Para conter a confusão, os seguranças expulsaram o casal mas não devolveram seus pertences que estavam dentro da casa. Além disso, o homem que começou a briga teria continuado normalmente na casa noturna após o ocorrido.

Defesa

Um advogado está tomando as providências cabíveis para a resolução do caso. Segundo Christiano Cruspeire, defensor das vítimas, o casal está muito abalado e não consegue se comunicar porque deixou os celulares na casa noturna. Com relação aos ferimentos, o advogado detalhou que seus clientes tiveram traumas emocionais e físicos. Um deles pode ter trincado a costela, já o outro está com medo de ser agredido novamente.

De acordo com o advogado, o Zen Club tem colaborado muito para as investigações e elucidação do caso. Cruspeire disse que a polícia deverá localizar o responsável pelas agressões e, após o fim do processo criminal, serão tomadas providências para reparar os danos causados ao casal. O advogado disse ainda que claramente se trata de um caso de homofobia que pode receber punição da nova lei sobre criminalização deste crime.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS